sábado, 13 de abril de 2013

"Vergonha"









A sombra que fiz
Sobre a terra descoberta
Era sombra de homem nú.
Sem pudor, sem temor.
Um pedaço de terra
Conforta minha sombra
Fomos feitos sob medida
Na medida do possível
A terra me aceita
Aqui, nú, sem temor
No quintal de casa
Em frente ao portão.
Bom dia, vizinho!