sábado, 20 de agosto de 2016

GP PAPAGAIO NA HÍPICA DE PIPAS

        

Bem vindos de volta, amigos ouvintes, aqui na rádio Requinte, AM 890. Todos agitando as apostas em direção à pista, as pipas já estão no alto e a raia está macia. É o Grande Prêmio Papagaio na Hípica de Pipas!

Estamos no segundo páreo do dia e os apostadores ficaram agitados depois que o jóquei Cariacica fez barba, cabelo e bigode nos últimos metros da linha de chegada. Adoniran, o quê você achou do grande impulso que o cavalo Trisco proporcionou na primeira corrida? 

― César Augusto, eu nunca considerei Trisco um azarão, muito pelo contrário. Embora, na temporada não tenha mostrado grande preparo, hoje deu um belo drible, que levou a pipa dos dois ossos duríssimos de roer, Coentro e Whatabout.

― Também leva crédito Cariacica, o jóquei...

― Com toda certeza, César. Em forma e com um domínio exímio da linha.    

Thunder Taio no box numero um, Lilica Disbíca no número dois, Chileno mordendo a porteira três. Raia de Puxe, na marca quatro, Envenenado relinchando para os dois mil e quatrocentos metros que lhe aguardam e, por fim, Embolera correndo pela pista seis, todo lustroso, o famoso Embolera!      

Frango assado delivery? Agora tem. Restaurante Carlão do Frango. Chega a penosa quentinha. Zero, operadora, onze, nove, nove, quatro, sete, nove, dois, dois, treze.

Foi dada a partida / Thunder Taio toma a ponta / o peixinho tricolor bica o ar atrás de uma vítima / Embolera dá um zerinho no meio do páreo tentando cortar na lata / espatifa a rabiola do Lilíca / Alamir Fubá se desespera / recupera Lilíca, com a carrapeta dando flechada na direção de Envenenado / Faz sinal com o dedo, Roni Horroroso, enquanto empina Envenenado.

― Ou, Envenenado empina Roni Horroroso! ―

Alamir Fubá, ginete de Lilíca Disbíca, tem apenas um metro e trinta de altura e carrega um dos maiores latões de linha.  Aquele achocolatado de cinco litros, Adoniran.

(RISOS)

― A raia verde limão do Thunder Taio, comandado pelo experiente Popolino, passou de longe todos os demais. Incrível! ―

Sim, lotadão. Com a cabeça baixa demais, Embolado diminui a velocidade... 

― Eu tenho medo, César, que o Embolado de uma pirueta com o focinho enterrado no chão. ―
É mal do nome... Duas cabeças pau a pau e no céu um baile entre arraia e pião... Que magnífica pipa pião do Raia de Puxe, Adonis; show de multicores e um rabãããão.   

 

Gilete Fino do Fino, a gilete oficial da família Ramos        

Chileno relincha atrás de Emboleira / Dirrã espoleta o equino que responde com coices / Chileno desvia com ótimo reflexo do novato jóquei Guerreiro / ambos descarregam o carretel / que duelo! / Roni Horroroso avança com a linha sangrando os dedos / gira com outra mão um pedaço de brita / estratégia, Adoniran?      

― Vai tentar laçar e taiar. ―

Minha Nossa Senhora de Tibiriçá, a pipa de Lilíca rasgou com a laçada de Roni Horroroso!

― Claramente sem querer, César. Essa pipa está descontrolada! ―          

Ah, que isso, ela está descontrolada... Faltam quatrocentos metros / Raia de Puxe empina / Jango na garupa disbica seu pião pra baixo / Vai dar relo / Vai dar relo / Deu relo! Reloooooooooooou! / Mandou o Thunder Taio buscar a pipa lá no Oiapoque e o Popolino está em fúria, xingando a mãe do Jango e dizendo que ela empina pipão de trinta sem camisa na laje.    

― Fácil falar, difícil imaginar, César Augusto, mas a verdade é que o cerol do Raia está a maior faca. ―         

E a corrida não para / Emboleira se aproxima da curva de chegada / Dirrã solta linha / Chega ao encalço Lilica/ tá com fome de papagaio o Alamir / Envenenado cruza em diagonal / uma, duas, três pistas / Roni Horroroso enrola a linha/ Dirrã está com um fone de ouvido e um radinho preso na cintura. Espero que esteja ligado aqui na Requinte, AM 890.        

― Além de quase derrubar a lata de linha, César, o Dirrã também está fazendo uma ligação pelo celular. ―    

Quanta imprudência, Dirrã! / Avança Popolino tentando erguer uma nova pipa / sem pipa não se ganha o GP / Raia de Puxe chacoalha a crina / Jango descarrega o carretel com um corpo inteiro de vantagem / o céu está preto e a corrida nos metros finais, Adoniran.

― A chuva não é o problema, todos temem a força do raio. ―     

Hortifruti Satoshi, vem do campo a solução para o colesterol.
 
Chileno e Envenenado cabeça a cabeça / Quem vai levar? / mantém um ritmo preciso, Raia de Puxe / Lilica toma fôlego / Popolino dá sinal com uma enorme rabiola azul.    

― Ele usa apenas sacolas recicladas ao confeccionar estas espalhafatosas rabiolas. ―                 
Lilica Disbica empina / Chileno contorna Embolera / Roni disbica para direita / solta linha tentando amanteigar Thunder Taio / dá um salto para a raia numero um o cavalo Trisco / opa, o Trisco? / todos em polvorosa / invadem a corrida Trisco e seu ginete Cariacica!           

― Olha lá, olha lá! Os seguranças vão pular também na pista. O jóquei está com uma mochila térmica do restaurante Carlão do Frango. ―

Os invasores cruzam uma, duas, três, quatro pistas / encostam-se a Lilica Disbica / Envenenado separa os dois como um foguete / Os seguranças puxam os cabelos sem ter o que fazer/ Cariacica equilibra um frango assado na mão / Alamir manda jogar / é arremessado o frango / tropeça Trisco / são os metros finais / parece suculento o frango / doidinho, doidinho o Alamir.           

― Cariacica faz bico no restaurante do Carlão e provavelmente atendeu uma ligação do jóquei Alamir Fubá. Não sei não, vai ser cancelado este páreo. ―
            
Que rapidez de entrega, Adoniran. / Estamos chegando à reta final / Envenenado decola / enroscam-se três linhas no alto / Raia de Puxe arrasta a todos / Trisco morde o rabo de Thunder Taio / Cariacica passa voando pela linha de chegada / Que emoção! / Guerreiro desliza na raia quatro / derruba Alamir, que perde o carretel / voa longe o peixinho / Envenenado tira uma fina do Raia de Puxe / cabeça a cabeça / cabeça a cabeça / É mais um relo! Reloooooooou! / Foram as duas pipas pro vinagre / Cruzam, cruzam, cruzam a linha de chegada/ Envenenado em primeiro/ Raia de Puxe em segundo / Chileno na terceira posição / Embolera em quarto / Thunder Taio ficou pra quinto e em última posição passa Lilica Disbica.     

― Agora, César Augusto, os juízes vão ter que decidir se a corrida valeu e quem, de fato, vai vencer, já que os dois primeiros colocados cruzaram sem suas pipas. ―    

Parece que começou uma briga generalizada no Grande Prêmio Papagaio. Guerreiro estapeia Alamir / Roni cutuca o olho de Popolino / Dirrã, Jango e Cariacica se enroscam e os cavalos a paisana, ofegantes, sem entender nada.

― Começa a chover, César, e estão sinalizando que a corrida vai ser anulada! ―

Enquanto não sabemos o resultado, os cachorros se aquecem para a corrida de rabiolas, a Cachorriola. Lembrando que, ainda hoje, teremos a transmissão do décimo primeiro desfile de cavalos trabalhados no papel de seda. Vamos para um rápido intervalo e na volta o nosso comentarista Adoniran vai analisar a corrida.    É já, já.          

***
O velho Lotário girou o botão do radinho de pilha e soltou um suspiro demorado.

― Por que desligou? O senhor apostou no Envenenado, não foi? Te dei o dinheiro ontem, Seu Lotáaaario… Seu Lotáaaario…

O rapaz não gritava, apenas queria enfatizar o tom de crítica. Edson estava cuidando do idoso há nove meses e eles se davam bem. Conversavam bastante e haviam adquirido uma sintonia quase que de avô e neto.

― Não vão dar o troféu pro Envenenado. Você não ouviu? Estavam sem pipas!

― Ganhou, sim, Seu Lotário… Liga este rádio pra gente saber.

― Ainda vamos ter meia hora de comerciais, meu filho…

― O Senhor apostou, não apostou?

Observando o olhar do ancião que demorava-se a fitar o chão do quarto, estudando as rachas da madeira do assoalho, Edson teve a certeza:

― Não apostou!

O rapaz levantou-se de um salto, começou a andar de um lado para outro dentro do pequeno quarto, com as mãos na cabeça, tinha ganas de arrancar os cabelos. Quantas vezes ele deu dinheiro a Seu Lotário e o velhote bebeu a aposta. Embora não fosse alcoólatra, não lhe era permitido beber em casa.

― Está frio e preciso esquentar o corpo, meu rapaz. Entende? Não posso pegar uma gripe nessa idade…

Edson saiu do quarto. O velho ouviu-o praguejando na cozinha enquanto acendia o fogão e fazia barulho com a porta do armário e com as xícaras. ‘Está bravo.’ Pensou e balançou a cabeça em negativa. ‘Jovens…’

O rapaz voltou com uma xícara de leite quente nas mãos.

― Seu leite, Seu Lotáaaario. Para não tomar o remédio de estômago vazio.

― Você sempre repete isso, é papagaio?

― Ah.. nem me lembre.. nem me lembre… A gente poderia estar rico agora, eu sabia que o Envenenado ia encabeçar mais essa!

― Que nada! Você escolheu qualquer um. Entende nada de corridas.

― Não entendo, é? Mas ganhei e se o senhor tivesse apostado…

― Não vai valer. Estavam sem as pipas!

― Estavam é sem o whisky aguado que o senhor tomo.

― Seu Lotário, vamos ouvir o GP Papagaio. Liga aí de novo.

O velho apenas balançou a cabeça afirmativamente com um leve sorriso.

―  Desta vez não haverá surpresas nem desvios de rabiolas, o Pacificador do jóquei vai arrebentar todos os balcões de apostas.

O que o moço Edson não sabia era que seu velho amigo sempre apostava em Lilica Disbica. E não havia whisky batizado que lhe fizesse quebrar este ritual.

― Oh, Deus, esqueci de apostar na Cachorriola!

“Uma vez mais, amigos ouvintes, aqui na rádio Requinte, AM 890..."

        

Continua?



  * por Sérgio Ferrari e Anorkinda Neide          

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

AS PENÚLTIMAS ESPÉCIES


Aviso: risco de extinção!








CHEGARAM OS LIVRETOS MAIS IMPORTANTES DA HISTÓRIA DO AMBIENTALISMO. VERDADEIRO RESGATE DE REPRESENTATIVIDADE DESTAS ESPÉCIES AMEAÇADAS, OBSCURAS, DITAS FOLCLÓRICAS, MAS, PELA AÊ AFORA, NO MUNDÃO COSMOPOLITA CRUEL.


E O CASO É QUE  VOCÊ PODE TÊ-LAS EM CASA PARA SEMPRE, SEM DANIFICAR OS BICHINHOS. AJUDANDO, SEM SER ECO CHATO. MUITO VALE, GENTE. ACESSEM A LOJA NA TANLUP.

SÃO VÁRIAS EDIÇÕES PEQUENINAS, CHARMOSAS, BARATINHAS, COLECIONÁVEIS, AMOROSAS, RAPIDINHAS, DECORATIVAS E COM ASTROMIAU INSIDE. YES!

COLEÇÃO PENÚLTIMAS ESPÉCIES

COMPRE AQUI! 




COMPRE AQUI!