quinta-feira, 17 de abril de 2014

Pizzaria do avesso

No competitivo ramo de "restaurateur" em SP; sujeito montou uma pizzaria do avesso.
Deu-se o empreendimento da seguinte forma: Toda casa feita com lenha. Lenha na parede, no piso, no teto e no balcão gourmet, este com o pizzaiolo a posto.

No meio da casa foi construido um forno de alvenaria, que continha: Sofá, balcão de atendimento, telefone, batida de maracujá, calendário "Deus é Maior", atendente e o dono a postos.

No dia da inauguração, entrou o primeiro cliente, maravilhado pelo inusitado 'business-decor' do ambiente. Ele teve que caminhar até o interior do forno, onde escolheu sua meia calabresa e meia mozzarella para viagem. Sentando no sofá logo em seguida, com sua batida de maracujá.

O dono passou o pedido ao pizzaiolo que, imediatamente, pôs-se ao trabalho. Confeccionou a massa, dispôs os ingredientes, cantarolou, escorregou a pizza no chão, improvisou uma tocha e tascou fogo na parede.

Apesar desta ter sido a primeira e única vez em que a pizzaria serviu alguém, deu na Vejinha que o local era o novo hot-point de Sampa.